pt




        

Contacte-nos

    Aceito o tratamento de dados;

    Enviar

    Tem mais de 18 anos de idade?

    Sim
          Não

    Lembrar neste dispositivo.

    dia19_Blogpost_artigo_02

    5 petiscos para servir na Páscoa com Mandriola

    A Páscoa está à porta e é o momento para reunir os amigos e família à volta da mesa. Confere estes petiscos para surpreenderes toda a família com Mandriola a acompanhar!
    
                WP_Post Object
    (
        [ID] => 4125
        [post_author] => 5
        [post_date] => 2023-04-05 12:16:56
        [post_date_gmt] => 2023-04-05 11:16:56
        [post_content] => 
        [post_title] => 5 petiscos para servir na Páscoa com Mandriola
        [post_excerpt] => A Páscoa está à porta e é o momento para reunir os amigos e família à volta da mesa. Confere estes petiscos para surpreenderes toda a família com Mandriola a acompanhar! 
        [post_status] => publish
        [comment_status] => closed
        [ping_status] => open
        [post_password] => 
        [post_name] => 5-petiscos-para-servir-na-pascoa-com-mandriola
        [to_ping] => 
        [pinged] => 
        [post_modified] => 2023-04-26 15:58:02
        [post_modified_gmt] => 2023-04-26 14:58:02
        [post_content_filtered] => 
        [post_parent] => 0
        [guid] => https://mandrioladelisboa.pt/?p=4125
        [menu_order] => 0
        [post_type] => post
        [post_mime_type] => 
        [comment_count] => 0
        [filter] => raw
    )
    1Array
    (
        [cover] => Array
            (
                [ID] => 4126
                [id] => 4126
                [title] => dia19_Blogpost_artigo_02
                [filename] => dia19_Blogpost_artigo_02.png
                [filesize] => 634997
                [url] => https://mandrioladelisboa.pt/wp-content/uploads/dia19_Blogpost_artigo_02.png
                [link] => https://mandrioladelisboa.pt/5-petiscos-para-servir-na-pascoa-com-mandriola/dia19_blogpost_artigo_02/
                [alt] => 
                [author] => 5
                [description] => 
                [caption] => 
                [name] => dia19_blogpost_artigo_02
                [status] => inherit
                [uploaded_to] => 4125
                [date] => 2023-04-05 11:13:10
                [modified] => 2023-04-05 11:13:10
                [menu_order] => 0
                [mime_type] => image/png
                [type] => image
                [subtype] => png
                [icon] => https://mandrioladelisboa.pt/wp-includes/images/media/default.png
                [width] => 704
                [height] => 467
                [sizes] => Array
                    (
                    )
    
            )
    
        [post_author] => Mandriola 
        [article_text_1] => 

    A Páscoa está à porta. Por esta altura, as mesas portuguesas enfeitam-se de pratos tradicionais. É a altura de juntar a família e os amigos para longas almoçaradas sem pressa, com receitas típicas e vinhos bem selecionados para harmonizar. Eis alguns dos principais petiscos para servir na Páscoa – com Mandriola claro!

     

    1.      Enchidos e queijos, para entrar em grande na Páscoa

     

    Na Páscoa, a arte de petiscar começa logo de manhãzinha. Em algumas partes do país, faz parte da tradição. No Minho, por exemplo, o compasso sai à rua com uma multidão a acompanhar que vai de casa em casa, onde mesas recheadas de petiscos aguardam os visitantes. A presença dos queijos e enchidos é sempre uma opção segura e abre o apetite para o que se avizinha. Para acompanhar, seleciona vinho tinto Mandriola.

     

    Mas se queres levar as entradas de Páscoa ao próximo nível, experimenta uns queijinhos de cabra com mel, uma combinação de sabores inesquecível. Ou ainda uns bolinhos de figo, uma surpresa doce com muito sabor, ou uns folhados de queijo e espinafres. Estas entradas acompanham na perfeição  com um vinho branco fresquinho.

     

    2.      Cabrito e Borrego, a carne mais tenra da Páscoa

     

    Tradicionalmente, e um pouco por todo o país, serve-se borrego ou então carneiro. O modo de preparação é variado, desde guisado a assado no forno, até ao alentejano ensopado. Esta carne quer-se tenra e suculenta, preparada com tempo em modo slow-cooking para beber de todos os sabores. Enquanto esperas que fique pronto, vai fazendo a prova de vinhos.

    Na mesma medida do borrego, também o cabrito também ocupa muitos fornos por esta altura. Estonado, assado no forno, em caldeirada…E quando acompanha com ervilhas tortas? Como um bom prato de carne, dada a sua intensidade, acompanha perfeitamente com Mandriola tinto.

     

    3.      Folar de carne, um indispensável muito fácil de preparar em casa

     

    Ainda nos pratos principais, não podemos deixar de fora desta lista um indispensável – o folar! Existem folares doces e salgados, sendo estes últimos recheados de carne. Com um pouco de paciência, este é um prato que podes facilmente preparar em casa.

     

    Para isso, começa por amassar a farinha, e abre uma cavidade ao centro. Depois, adiciona sal manteiga, azeite, ovos e fermento. Amassa muito bem, acrescenta um pouco mais de farinha e deixa repousar num local aquecido e coberto. Quanto tiver levedado, separa a massa em cinco partes iguais e estende-os com o rolo de cozinho. Agora, começa a construir as camadas, como se fosse uma lasanha: uma de massa, outra dos teus enchidos favoritos cortados, e por aí em diante. Deixa ficar assim por cerca de meia hora e leve ao forno a 180º durante 40 minutos. Este folar de carne caseiro está pronto a servir e para harmonizar com vinho tinto Mandriola.

     

    4.      Folar doce, para dar mais sabor às prendas de Páscoa

     

    Já os folares doces, normalmente oferecidos aos afilhados pelos padrinhos no domingo de Páscoa, não ficam atrás dos salgados. Nas Beiras sabem a canela e erva-doce, no Alentejo são decorados com amêndoas, no Algarve distinguem-se camadas de canela, açúcar amarelo, manteiga e limão. Aproveita e prepara a tua própria versão em alguns minutos.

     

    Basta juntar leite, ovos, açúcar, farinha e fermento na cuba, e mexer. Uma vez batida a massa, divide e molda uma bola. Enfarinha um tabuleiro forrado com papel vegetal e, com a mão, faz no centro as covas para os ovos. Divide a massa num número igual ao de ovos, coloca os ovos no centro, fura os ovos e enrola a massa. Depois, pincela com o ovo batido e deixa descansar cerca de 15 minutos. Leva ao forno a 180ºC durante 30 minutos.

     

    5.      Pão de ló, amêndoas e chocolates, sobremesas que são o melhor da Páscoa

     

    Amêndoas de todos os tipos, coelhinhos e ovos de chocolate, queijadas, doces conventuais. No final da refeição, a mesa enche-se dos doces tão típicos de Páscoa. As taças de vinho tinto são substituídas pelas de branco Mandriola, para degustar lentamente tarde fora. Ao role de iguarias não poderia faltar o habitual Pão de Ló, seco ou húmido, simples e leve, que se desfaz na boca. E assim está composta a mesa da Páscoa!

     

    Comer e beber bem faz parte da tradição da Páscoa em Portugal. Nesta altura, quer-se bom garfo e um bom copo de Mandriola. Boas festas!

     

    [seccao_slider] => Array ( [slideshow] => ) [article_text_2] => [showmap] => Não )

    A Páscoa está à porta. Por esta altura, as mesas portuguesas enfeitam-se de pratos tradicionais. É a altura de juntar a família e os amigos para longas almoçaradas sem pressa, com receitas típicas e vinhos bem selecionados para harmonizar. Eis alguns dos principais petiscos para servir na Páscoa – com Mandriola claro!

     

    1.      Enchidos e queijos, para entrar em grande na Páscoa

     

    Na Páscoa, a arte de petiscar começa logo de manhãzinha. Em algumas partes do país, faz parte da tradição. No Minho, por exemplo, o compasso sai à rua com uma multidão a acompanhar que vai de casa em casa, onde mesas recheadas de petiscos aguardam os visitantes. A presença dos queijos e enchidos é sempre uma opção segura e abre o apetite para o que se avizinha. Para acompanhar, seleciona vinho tinto Mandriola.

     

    Mas se queres levar as entradas de Páscoa ao próximo nível, experimenta uns queijinhos de cabra com mel, uma combinação de sabores inesquecível. Ou ainda uns bolinhos de figo, uma surpresa doce com muito sabor, ou uns folhados de queijo e espinafres. Estas entradas acompanham na perfeição  com um vinho branco fresquinho.

     

    2.      Cabrito e Borrego, a carne mais tenra da Páscoa

     

    Tradicionalmente, e um pouco por todo o país, serve-se borrego ou então carneiro. O modo de preparação é variado, desde guisado a assado no forno, até ao alentejano ensopado. Esta carne quer-se tenra e suculenta, preparada com tempo em modo slow-cooking para beber de todos os sabores. Enquanto esperas que fique pronto, vai fazendo a prova de vinhos.

    Na mesma medida do borrego, também o cabrito também ocupa muitos fornos por esta altura. Estonado, assado no forno, em caldeirada…E quando acompanha com ervilhas tortas? Como um bom prato de carne, dada a sua intensidade, acompanha perfeitamente com Mandriola tinto.

     

    3.      Folar de carne, um indispensável muito fácil de preparar em casa

     

    Ainda nos pratos principais, não podemos deixar de fora desta lista um indispensável – o folar! Existem folares doces e salgados, sendo estes últimos recheados de carne. Com um pouco de paciência, este é um prato que podes facilmente preparar em casa.

     

    Para isso, começa por amassar a farinha, e abre uma cavidade ao centro. Depois, adiciona sal manteiga, azeite, ovos e fermento. Amassa muito bem, acrescenta um pouco mais de farinha e deixa repousar num local aquecido e coberto. Quanto tiver levedado, separa a massa em cinco partes iguais e estende-os com o rolo de cozinho. Agora, começa a construir as camadas, como se fosse uma lasanha: uma de massa, outra dos teus enchidos favoritos cortados, e por aí em diante. Deixa ficar assim por cerca de meia hora e leve ao forno a 180º durante 40 minutos. Este folar de carne caseiro está pronto a servir e para harmonizar com vinho tinto Mandriola.

     

    4.      Folar doce, para dar mais sabor às prendas de Páscoa

     

    Já os folares doces, normalmente oferecidos aos afilhados pelos padrinhos no domingo de Páscoa, não ficam atrás dos salgados. Nas Beiras sabem a canela e erva-doce, no Alentejo são decorados com amêndoas, no Algarve distinguem-se camadas de canela, açúcar amarelo, manteiga e limão. Aproveita e prepara a tua própria versão em alguns minutos.

     

    Basta juntar leite, ovos, açúcar, farinha e fermento na cuba, e mexer. Uma vez batida a massa, divide e molda uma bola. Enfarinha um tabuleiro forrado com papel vegetal e, com a mão, faz no centro as covas para os ovos. Divide a massa num número igual ao de ovos, coloca os ovos no centro, fura os ovos e enrola a massa. Depois, pincela com o ovo batido e deixa descansar cerca de 15 minutos. Leva ao forno a 180ºC durante 30 minutos.

     

    5.      Pão de ló, amêndoas e chocolates, sobremesas que são o melhor da Páscoa

     

    Amêndoas de todos os tipos, coelhinhos e ovos de chocolate, queijadas, doces conventuais. No final da refeição, a mesa enche-se dos doces tão típicos de Páscoa. As taças de vinho tinto são substituídas pelas de branco Mandriola, para degustar lentamente tarde fora. Ao role de iguarias não poderia faltar o habitual Pão de Ló, seco ou húmido, simples e leve, que se desfaz na boca. E assim está composta a mesa da Páscoa!

     

    Comer e beber bem faz parte da tradição da Páscoa em Portugal. Nesta altura, quer-se bom garfo e um bom copo de Mandriola. Boas festas!

     

    Mandriola de Lisboa social media
    
                
    
            
    Mandriola de Lisboa Branco
    Madriola de Lisboa Gato

    Agora já há uma desculpa para ficar de barriga para o ar.

    Mandriola de Lisboa degustação Mandriola de Lisboa Tinto
    Madriola de Lisboa Gato

    É de beber e miar por mais.

    Mandriola de Lisboa copos branco e tinto

    Está
    na cara
    que é
    mandriola

    Madriola de Lisboa Gato

    Caso queira contactar-nos
    preencha o formulário.