pt




        

Contacte-nos

    Aceito o tratamento de dados;

    Enviar

    Tem mais de 18 anos de idade?

    Sim
          Não

    Lembrar neste dispositivo.

    Utilizamos cookies para melhorar a sua experiência de navegação e para fins estatísticos.Saber mais

    Aceitar
    dia10_Blogpost_artigo_02 (1)

    6 curiosidades sobre vinho que ainda não sabias

    E que tal abrir uma garrafa de Mandriola de Lisboa e descobrir algumas curiosidades sobre o vinho? Estamos prestes a desvendar 6 que ainda não conhecias.
    
                WP_Post Object
    (
        [ID] => 4174
        [post_author] => 5
        [post_date] => 2023-05-17 09:39:31
        [post_date_gmt] => 2023-05-17 08:39:31
        [post_content] => 
        [post_title] => 6 curiosidades sobre vinho que ainda não sabias
        [post_excerpt] => E que tal abrir uma garrafa de Mandriola de Lisboa e descobrir algumas curiosidades sobre o vinho? Estamos prestes a desvendar 6 que ainda não conhecias. 
        [post_status] => publish
        [comment_status] => closed
        [ping_status] => open
        [post_password] => 
        [post_name] => 6-curiosidades-sobre-vinho-que-ainda-nao-sabias
        [to_ping] => 
        [pinged] => 
        [post_modified] => 2023-05-25 16:55:35
        [post_modified_gmt] => 2023-05-25 15:55:35
        [post_content_filtered] => 
        [post_parent] => 0
        [guid] => https://mandrioladelisboa.pt/?p=4174
        [menu_order] => 0
        [post_type] => post
        [post_mime_type] => 
        [comment_count] => 0
        [filter] => raw
    )
    1Array
    (
        [cover] => Array
            (
                [ID] => 4176
                [id] => 4176
                [title] => dia10_Blogpost_artigo_02 (1)
                [filename] => dia10_Blogpost_artigo_02-1.png
                [filesize] => 553938
                [url] => https://mandrioladelisboa.pt/wp-content/uploads/dia10_Blogpost_artigo_02-1.png
                [link] => https://mandrioladelisboa.pt/6-curiosidades-sobre-vinho-que-ainda-nao-sabias/dia10_blogpost_artigo_02-1/
                [alt] => 
                [author] => 5
                [description] => 
                [caption] => 
                [name] => dia10_blogpost_artigo_02-1
                [status] => inherit
                [uploaded_to] => 4174
                [date] => 2023-05-17 08:33:47
                [modified] => 2023-05-17 08:33:47
                [menu_order] => 0
                [mime_type] => image/png
                [type] => image
                [subtype] => png
                [icon] => https://mandrioladelisboa.pt/wp-includes/images/media/default.png
                [width] => 704
                [height] => 467
                [sizes] => Array
                    (
                    )
    
            )
    
        [post_author] => Mandriola
        [article_text_1] => 

    Dentro de cada garrafa há história, ciência… e também muitas curiosidades! Aqui estão 6 que podes partilhar no próximo jantar para surpreender a família e os amigos, depois de todos fazerem um brinde com um copo de Mandriola. Toma nota.

     

    1. De onde vem o ato de brindar?

     

    O ato de brindar e desejar saúde é uma tradição que começou na Grécia Antiga. Para demonstrar que o vinho não estava envenenado, o anfitrião tomava o primeiro gole antes dos hóspedes e, de seguida, todos erguiam o copo e exclamavam a famosa expressão “Saúde!”. Já o bater dos copos era feito para que, caso houvesse veneno, ficasse depositado ao fundo do copo.

     

    2. Porque é se agita o vinho no copo ao provar?

     

    Os provadores de vinho têm o hábito de agitar o vinho no copo para o oxigenar e facilitar a libertação dos aromas. Assim, os compostos aromáticos ficam mais intensos e agradáveis, sendo mais fáceis de identificar e proporcionando uma experiência mais rica e completa. É por este motivo que, normalmente, não enchem o copo mais de um terço, de forma a não derramar.

     

    3. Homens ou mulheres: quem é mais sensível ao vinho?

     

    As mulheres são mais suscetíveis aos efeitos do vinho do que os homens, por motivos biológicos. As mulheres têm uma menor quantidade de enzimas no revestimento do estômago necessárias para processar o álcool. Além disso, são melhores provadoras de vinho do que os homens, porque a sua maior capacidade de discriminação olfativa permite identificar e distinguir aromas com maior precisão.

     

    4. O vinho melhora com a idade?

     

    Esta expressão já é amplamente popularizada, mas não é totalmente verdadeira. É certo que os vinhos mudam com a idade, mas nem sempre para melhor. A evolução depende do tipo de vinho e do processo de vinificação. Há vinhos que são produzidos e pensados para serem consumidos jovens, enquanto outros são idealizados para serem vinhos de guarda.

     

    5. A decantação é mesmo necessária?

     

    Sim, a decantação é fundamental por duas razões distintas: Em primeiro lugar, permite eliminar os sedimentos, que estão naturalmente presentes em todos os vinhos. Além disso, decantar o vinho também permite a libertação dos aromas guardados na garrafa, melhorando o seu paladar.

    Por norma a decantação faz-se nos vinhos tintos, mas também há casos específicos de vinhos brancos que podem ser decantados, como vinhos velhos e/ou com estágio em madeira.

     

    6. Qual é a melhor forma de guardar o vinho?

     

    Deve guardar-se o vinho recorrendo a uma adega climatizada, mantendo a temperatura geralmente entre 16 e 18 ºC para vinhos tintos, e 6 ºC – 8 ºC para vinhos brancos, espumantes e rosés. Se não for possível, o vinho deve ser armazenado num local estável (sem trepidação ou balanço), escuro e arejado, na posição horizontal. Já sabes o que fazer quando comprares as tuas próximas garrafas de Mandriola.

     

    Mandriola de Lisboa, o vinho para todas as ocasiões

     

    O mundo dos vinhos é rico e complexo. Estas são algumas das curiosidades que podes usar para impressionar os teus convidados no próximo jantar, enquanto saboreiam descontraidamente um bom copo de Mandriola. Brinda ao melhor que a vida tem e saboreia o momento!

    [seccao_slider] => Array ( [slideshow] => ) [article_text_2] => [showmap] => Não )

    Dentro de cada garrafa há história, ciência… e também muitas curiosidades! Aqui estão 6 que podes partilhar no próximo jantar para surpreender a família e os amigos, depois de todos fazerem um brinde com um copo de Mandriola. Toma nota.

     

    1. De onde vem o ato de brindar?

     

    O ato de brindar e desejar saúde é uma tradição que começou na Grécia Antiga. Para demonstrar que o vinho não estava envenenado, o anfitrião tomava o primeiro gole antes dos hóspedes e, de seguida, todos erguiam o copo e exclamavam a famosa expressão “Saúde!”. Já o bater dos copos era feito para que, caso houvesse veneno, ficasse depositado ao fundo do copo.

     

    2. Porque é se agita o vinho no copo ao provar?

     

    Os provadores de vinho têm o hábito de agitar o vinho no copo para o oxigenar e facilitar a libertação dos aromas. Assim, os compostos aromáticos ficam mais intensos e agradáveis, sendo mais fáceis de identificar e proporcionando uma experiência mais rica e completa. É por este motivo que, normalmente, não enchem o copo mais de um terço, de forma a não derramar.

     

    3. Homens ou mulheres: quem é mais sensível ao vinho?

     

    As mulheres são mais suscetíveis aos efeitos do vinho do que os homens, por motivos biológicos. As mulheres têm uma menor quantidade de enzimas no revestimento do estômago necessárias para processar o álcool. Além disso, são melhores provadoras de vinho do que os homens, porque a sua maior capacidade de discriminação olfativa permite identificar e distinguir aromas com maior precisão.

     

    4. O vinho melhora com a idade?

     

    Esta expressão já é amplamente popularizada, mas não é totalmente verdadeira. É certo que os vinhos mudam com a idade, mas nem sempre para melhor. A evolução depende do tipo de vinho e do processo de vinificação. Há vinhos que são produzidos e pensados para serem consumidos jovens, enquanto outros são idealizados para serem vinhos de guarda.

     

    5. A decantação é mesmo necessária?

     

    Sim, a decantação é fundamental por duas razões distintas: Em primeiro lugar, permite eliminar os sedimentos, que estão naturalmente presentes em todos os vinhos. Além disso, decantar o vinho também permite a libertação dos aromas guardados na garrafa, melhorando o seu paladar.

    Por norma a decantação faz-se nos vinhos tintos, mas também há casos específicos de vinhos brancos que podem ser decantados, como vinhos velhos e/ou com estágio em madeira.

     

    6. Qual é a melhor forma de guardar o vinho?

     

    Deve guardar-se o vinho recorrendo a uma adega climatizada, mantendo a temperatura geralmente entre 16 e 18 ºC para vinhos tintos, e 6 ºC – 8 ºC para vinhos brancos, espumantes e rosés. Se não for possível, o vinho deve ser armazenado num local estável (sem trepidação ou balanço), escuro e arejado, na posição horizontal. Já sabes o que fazer quando comprares as tuas próximas garrafas de Mandriola.

     

    Mandriola de Lisboa, o vinho para todas as ocasiões

     

    O mundo dos vinhos é rico e complexo. Estas são algumas das curiosidades que podes usar para impressionar os teus convidados no próximo jantar, enquanto saboreiam descontraidamente um bom copo de Mandriola. Brinda ao melhor que a vida tem e saboreia o momento!

    Mandriola de Lisboa social media
    
                
    
            
    Mandriola de Lisboa Branco
    Madriola de Lisboa Gato

    Agora já há uma desculpa para ficar de barriga para o ar.

    Mandriola de Lisboa copos branco e tinto Mandriola de Lisboa Tinto
    Madriola de Lisboa Gato

    É de beber e miar por mais.

    Mandriola de Lisboa degustação

    Está
    na cara
    que é
    mandriola

    Madriola de Lisboa Gato

    Caso queira contactar-nos
    preencha o formulário.